Blues, Música

domingo blues# Muddy Waters

Por Neivaldo Araújo

McKinley Morganfield ou Muddy Waters, nascido em 4 de abril de 1913 no Condado de Issaquena, Mississippi, é considerado por muitos o pai do Chicago blues. O nome artístico (em português, Águas Lamacentas) foi-lhe dado devido ao costume de, quando criança, brincar nas águas turvas de um rio próximo. Seu primeiro instrumento foi a gaita, que aprendeu a tocar aos 13 anos. Juntamente com um amigo, costumava tocar nas esquinas junto em troca de comida ou de uns trocados. Ainda jovem, teve a oportunidade de ver apresentações de artistas como Charley Patton e Son House. Havendo, Son House inclusive, sido uma grande influência sua. Foi ele quem mostrou a Muddy como tocar guitarra slide com uma garrafa de vidro, o que o levou a trocar de instrumento.

Ele mudaria-se mais tarde de Mississipi para Chicago, Illinois, onde sua popularidade começára a crescer entre os músicos negros, e isso o permitiu passar a se apresentar em clubes de grande movimento. A técnica de Waters é fortemente marcada pelo uso da braçadeira na guitarra. Suas primeiras gravações pela Chess Records apresentavam Waters na guitarra e vocais apoiado por um violoncelo. Posteriormente, ele adicionaria uma seção rítmica e a gaita de Little Walter, inventando a sonoridade clássica de Chicago Blues.

Com sua voz profunda, uma personalidade carismática e o apoio de grandes músicos, Waters rapidamente tornou-se a figura mais famosa do Blues de Chicago. Até mesmo B. B. King referiria-se a ele mais tarde como o “Chefe de Chicago”. Suas bandas eram um “quem é quem” dos músicos de Chicago: Little Walter, Big Walter Horton, James Cotton, Junior Wells, Willie Dixon, Otis Spann, Pinetop Perkins, Buddy Guy, e muitos outros.

As gravações de Waters do final dos anos 1950 e começo dos 60 foram particularmente suas melhores. Muitas das canções tocadas por ele tornaram-se sucesso: Walkin’ blues, Hoochie Coochie Man, She’s Nineteen Years Old e Rolling and Tumbling, grandes clássicos que ganhariam versões de várias bandas dos estilos mais diversos.

Sua influência foi enorme em muitos gêneros musicais: blues, rhythm and blues, folk, jazz. Foi Waters quem ajudou Chuck Berry a conseguir seu primeiro contrato.

Em 30 de abril de 1983 Muddy Waters morreu vítima de Insuficiência cardíaca enquanto dormia na sua casa em Westmont, Illinois. Foi enterrado no “Restvale Cemetery” em Alsip, Illinois. A cidade de Chicago e o subúrbio de Westmont homenageram Muddy colocando seu nome em vias públicas.

Entre outras canções com as quais Waters tornou-se conhecido estão Long Distance Call, Mannish Boy e o hino do rock/blues I’ve Got My Mojo Working.

Um pouco da história de Muddy Waters e da Chess Records foi [lindamente] retratada no filme Caddilac Records de 2008.


Referências:

  • Wikipedia
  • Resenha de Filmes
Anúncios

1 thought on “domingo blues# Muddy Waters”

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s