Música, Rock/Metal

rock/metal# Chris Cornell: trajetória interrompida aos 52 anos.

Havendo conhecido o sucesso como vocalista da banda Soundgarden, Chris Cornell construiu uma carreira bem sucedida após o encerramento  da banda em 1997. Com o supergrupo Audioslave e como um artista de solo. Nascido em Seattle em 20/0764, sua carreira musical se esboçára ainda na adolescência, quando ele começou a tocar bateria em uma banda que tocava covers. Apesar de ter passado a maior parte de sua adolescência como um jovem solitário, a música o ajudou a superar sua inadequação para com o mundo exterior. Depois de deixar o colégio e trabalhar como cozinheiro, Cornell lançou as bases para o que se tornaria a influente banda grunge Soundgarden em meados dos anos 80. Cornell assumiu funções vocais para o grupo, com o amigo Hiro Yamamoto no baixo, Kim Thayil na guitarra, e eventualmente Matt Cameron na bateria.

MI0000043761_-2Juntamente com o The Melvins, Soundgarden foi uma das primeiras bandas de rock a desacelerar a energia juvenil do punk para um cadenciamento mais ao estilo Black Sabbath. Após o lançamento de várias gravações em vários selos independentes, Soundgarden também se tornou uma das primeiras bandas do underground de Seattle a assinar com um grande selo, “A & M”, que lançou Louder Than Love em 1989. Após o lançamento deste álbum, no entanto, Yamamoto saiu e foi substituído pelo ex-membro do Nirvana, Jason Everman, que por sua vez foi substituído por Ben Shepherd. Com a formação estabilizada, o grupo se tornou uma das bandas mais populares do rock com a força de álbuns como Badmotorfinger, de 1994, Superunknown, de 1994, e Down in the Upside, de 1996. A cada álbum, o canto de Cornell ficou mais forte, demonstrando um crescente domínio de sua voz.
0001322706Desde o início, no entanto, os talentos de Cornell não se limitaram ao seu trabalho com Soundgarden. Ele organizou uma homenagem para a cantora Andrew Wood, ex-cantora do Mother Love Bone, sob a forma do projeto Temple of the Dog, de 1990, que apresentou um som despojado e rendeu o hit moderado “Hunger Strike“. A primeira composição solo de Cornell lançada oficialmente, a acústica “Seasons“, foi o destaque em 1992, quando lançou Singles. Sua voz bluesística também lhe proporcionou fazer um cover soberbo de Jimi Hendrix,Hey Baby (New Rising Sun)” numa compilação livre de 1993: A Tribute to Jimi Hendrix (sob o pseudónimo M.A.C.C.). Enquanto isso, ele encontrou tempo para escrever canções para terceiros como é o caso de Flotsam & Jetsam e Alice Cooper, ao mesmo tempo produzindo o disco de 1991 do Screaming Trees, Uncle Anesthesia. Após o fim do Soundgarden em abril de 1997, Cornell começou lenta mas seguramente a montar um álbum solo com seus amigos da banda Eleven.
MI0001663920Lançado em 1999, Euphoria Morning foi uma ruptura com o som de sua antiga banda, colocando em primeiro plano os vocais e as letras de Cornell (ao invés de enfatizar riffs de guitarra). Pouco depois de seu lançamento, Cornell lançou sua primeira turnê solo, misturando canções de todas as épocas de sua carreira. Após a conclusão da turnê no início de 2000, um remix morno da canção “Mission”, renomeada para “Mission 2000” foi incluído na trilha sonora do filme Missão Impossível 2. Parecia como uma nova ruptura tendo como plano de fundo, o nascimento de seu primeiro filho em junho do mesmo ano. Cornell ainda encontrára tempo para mais um projeto que apontava para mais um supergrupo.
MI0000448969Outra banda de renome, o Rage Against the Machine decidiu continuar depois que o seu frontman de longa data Zack de la Rocha deixou a banda, optando por encontrar um substituto e adotar um nome diferente. Convidaram Cornell, que aceitou o convite para fazer algumas canções (que o guitarrista Tom Morello descreveu como “inovadoras”) e, pouco depois, se juntou oficialmente aos ex-membros do “Rage…” sob a alcunha de Audioslave. Produzido por Rick Rubin, o disco de mesmo nome foi lançado em novembro de 2002 atingindo um sucesso multi-platinado. Seu sucessor, Out of Exile de 2005, estreou no número um nas paradas da Billboard e foi seguido pelo também bem sucedido Revelations em 2006. Apesar desse sucesso, Cornell deixou a banda no mesmo ano, citando as habituais “diferenças” Para sua partida.
MI0001934422Cornell voltou à sua carreira solo com Carry On de 2007. Embora o álbum tenha sido em grande parte biográfico, ele também contou com um cover de Michael Jackson para a músicaBilly Jean” (uma versão que ficou famosa por haver sido cantada um ano depois por David Cook, vencedor do American Idol), e uma canção do filme de James Bond, Casino Royale. Dois novos singles, “Ground Zero” e “Watch Out“, foram disponibilizadas para downloads um ano depois, com uma ênfase em elementos da música eletrônica. As faixas foram gravadas com o produtor Timbaland, com quem Cornell se juntou para a criação de seu terceiro álbum solo. Preenchido de ritmos e melodias R & B, Scream chegou em março de 2009, anunciado por Timbaland como “o melhor trabalho que eu fiz na minha carreira”, mas foi mal recebido por vários críticos. No ano seguinte, Soundgarden juntou-se novamente seguindo a tendência das muitas bandas populares dos anos 90 que retornaram aos palcos e aos estúdios.

A brilhante trajetória de Chris Cornell foi interrompida de forma repentina. O vocalista faleceu na noite desta quarta-feira (17/05/17), aos 52 anos, em Detroit. A causa da morte ainda não foi oficialmente revelada.

Referências:

Anúncios

2 comentários em “rock/metal# Chris Cornell: trajetória interrompida aos 52 anos.”

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s