Música, Rock/Metal

metalpesado# Dissection e o disco Storm of the Light’s Bane

Anunciado como um dos fundadores do chamado “som de Gotemburgo”, que basicamente adiciona um toque melódico para o death metal. Todos os seus álbuns são considerados clássicos do death metal. Com “Storm Of The Light’s Bane” sendo considerado [por muitos] o melhor até hoje. Embora a popularidade da banda ainda estivesse em ascensão, em 1997 um conflito interno entre os membros levou a maioria a deixar a banda por motivos pessoais. Johan Norman e Tobias Kellgren, formaram a Soulreaper, deixando Jon Nödtveidt Sem banda. Mais tarde, em 1998, Nödtveidt foi condenado por assassinato e levado à prisão, colocando Dissection em pausa por tempo indeterminado.

Em “Storm…”, a banda se aprimora em sua marca black/death metal com resultados impressionantes. As guitarras, com seus riffs sombrios e tons intencionalmente borrados, provocam a sensação de um vento congelante. As batidas são rápidas, intrincadas e precisas, enquanto os vocais de Jon Nodtveidt são dotados de um felling maligno que equivalem a uma espécie de pesadelo. Com uma bela capa, que retrata o ceifador andando pela neve sobre um cavalo preto enquanto segura uma foice e uma ampulheta. As músicas em si (seis delas, excluindo a intro (apenas com guitarras e piano), são todas mini-epopeias habilmente criadas. Há um forte senso de unidade temática amarrando vários riffs em cada seção, e as melodias são majestosas.

Referências:

Anúncios

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s