Música, Rock/Metal

metalpesado# Schizophrenia: um clássico marcado por uma má produção.

SepulturaGravado no J.G. Estúdios em Belo Horizonte, Brasil, é muito curioso que o crédito do produtor não vá para um indivíduo, como Scott Burns [por exemplo], mas para uma gravadora, [no caso] a Cogumelo Records. Baseando-se na segunda música do álbum, é bem evidente que as pessoas que conduziram as sessões de gravação (o engenheiro Tarso Senra tinha um bom material em suas mãos) eram bastante inexperientes e/ou tinham muito pouco tempo – devido à escassez de recursos – Para capturar corretamente o então jovem Sepultura na sua forma mais brutal (que dois anos mais tarde conceberia Beneath the Remains). É importante lembrar que este disco foi gravado em 1987 no Brasil, que, na época, era tão estranho [para os americanos] como o deserto do Atacama, e que bandas como o Sepultura não tinham os recursos dos seus contemporâneos do “primeiro mundo”. Também é super importante lembrar que o guitarrista Andreas Kisser trouxe uma perspectiva totalmente nova para a banda. Sua mente [que funcionava mais ao modo do] heavy metal tradicional casou perfeitamente com a abordagem mais primitiva de Max Cavalera, (Hellhammer x Discharge). O que, naturalmente, levou o Sepultura a escrever um álbum demasiado agressivo – ainda que [no disco] existam três  músicas instrumentais – que resiste ao teste do tempo. Mas a produção poderia ter sido melhor. A remasterização do álbum, ocorrida em 1990, deu, literalmente, uma mãozinha à produção original!

Extraído de: Top 5 Death Metal Albums Marred by Terrible Production

Anúncios

6 thoughts on “metalpesado# Schizophrenia: um clássico marcado por uma má produção.”

  1. Realmente,o video do ballet,lá no blog,é muito bonito,não é?E a música?Eu já conhecia a música,antes desse video,e sempre senti uma calma,uma sensação boa com ela,diferente do tema da morte do cisne.Valeu!

    Curtido por 2 pessoas

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s