Reflexão

2017

Já me desvencilhei dessa coisa de culpar o ano velho pelas coisas que não foram do meu agrado e de projetar metas para o ano novo. Cada ano tem sua história e cada esforço despendido pode ou não ser recompensado e/ou reconhecido. Tudo depende da forma como encaramos as coisas.

Nesse sentido, desejo que tenhamos disposição para continuar persistindo naquilo que potencializa nossa capacidade de sonhar e de realizar!

Assim sendo, que o ano novo seja tão bom quanto a capacidade, vontade e generosidade de cada um.

Reflexão

Para a vida

campus-party-2014-tera-a-presenca-de-bruce-dickinson-2“O melhor chefe é aquele que sabe ser o melhor empregado. O melhor líder é aquele que é um bom servidor e é aquele que sabe mediar entre duas posições, a de exigir e a de cumprir. Ser chefe não significa [apenas] mandar, significa também se comprometer e ajudar a crescer. (…)”
(Bruce Dickinson. 2010).

Reflexão

Dorsal Atlântica: “Canudos” – O novo disco!

A banda carioca DORSAL ATLÂNTICA pretende gravar e lançar seu novo disco intitulado “Canudos”, com o apoio dos fãs. A obra é conceitual no formato de uma ópera Thrash Metal, que fará uma releitura de um momento marcante da história do Brasil.

banner_canudos

Projeto de captação de recursos para a gravação, prensagem e envio do CD CANUDOS aos apoiadores:

Pelos valores atuais de dezembro de 2016, são necessários 30 mil reais para financiar ensaios, três semanas de estúdio de gravação, mixagem, masterização, prensagem no formato do CD Imperium e envio pelo correio.

O valor mínimo de contribuição para receber o CD é de 50 reais por pessoa.

VOCÊ PODE CONTRIBUIR COM QUANTO QUISER, MAS APENAS A PARTIR DE 50 REAIS IRÁ RECEBER O CD PELA SUA CONTRIBUIÇÃO.

Os apoiadores que contribuírem com valores acima de 50 reais receberão bônus.

Se o valor arrecadado for maior do que os R$ 30 mil poderão ser distribuídos, além do CD, outras recompensas como camisetas, DVDs com o documentário sobre a gravação do disco Canudos e outros prêmios.

Nas campanhas anteriores o prazo de arrecadação foi de 2 meses. Deste vez optamos por um prazo estendido de 6 meses a um ano.

Estimamos que todo o trabalho será realizado em 6 meses a partir do início da campanha. Sendo assim, a entrega dos CDs aos apoiadores se daria no meio de 2017.

Por que os apoiadores são fundamentais?

Para que o CD exista. O valor de 30 mil reais é considerado alto para um selo de médio/pequeno porte. É o chamado disco impagável mesmo se vendêssemos as mil cópias prensadas.

O que o apoiador ganha?

O apoiador receberá o CD em casa com o seu nome impresso no encarte e viabiliza o trabalho. O apoio mantém a banda viva produzindo. É uma relação direta entre artista e apoiadores. Dessa forma, com o apoio direto e consciente do financiador, o CD torna-se realidade sem que intermediários submetam a arte às demandas do mercado.

Esta não é uma campanha criada por terceiros. Como responsável, faço questão que os apoiadores falem comigo e conheçam mais sobre o disco e sua história através deste espaço e através das páginas oficiais, as únicas autorizadas por mim.

http://www.dorsalatlantica.com.br/

https://www.facebook.com/dorsalatlantica/

https://www.facebook.com/groups/dorsalatlanticaoficial/

Temática do CD CANUDOS

CANUDOS foi o grande assunto nacional entre os anos de 1896 e 1897 do século XIX. Uma cidade de excluídos sociais erguida no interior da Bahia sob o comando do religioso Antonio Conselheiro. Os jornais das capitais falsamente alardeavam que Conselheiro recusava-se a aceitar o novo regime republicano – há meia década no poder – e que insuflava seus seguidores a não aceitarem as novas leis que seriam contra Deus. Pelos raivosos textos da imprensa parcial, Antonio seria apenas ignorante monarquista que preferia Deus à modernidade. O Conselheiro, homem sábio, percebia que a mudança de regime, a troca de líderes, em nada melhoraria a vida do povo. A República havia sido imposta pelos militares sem o conhecimento ou aprovação do maior interessado: o próprio povo! Antonio acreditava que se a coisa já estava ruim, ficaria ainda pior na mão dos radicais que até haviam pensado em fuzilar o Imperador D. Pedro II.

Após os canudenses serem massacrados pelo Exército, Canudos foi esquecida. Sua história eternizou-se quando o escritor Euclides da Cunha lançou o livro os Sertões em 1902, meia década após o fim dos conflitos. Escrevi sobre Euclides na primeira composição do CD 2012. Deste livro de Euclides extraio algumas reflexões e análises porém foco nos personagens. Atento aos apoiadores diretos de Conselheiro e denuncio a retórica e o discurso do opressor que continua a mesma, mais de um século depois.

Orçamento

Pelos valores atuais de dezembro de 2016, são necessários pelo menos 30 mil reais para financiar três semanas de estúdio de gravação, mixagem, masterização, pagamento de músicos, prensagem no mesmo formato do CD Imperium e envio pelo correio como carta registrada. Há também o pagamento ao Catarse pela administração do projeto. Neste orçamento não estão incluídos o trabalho de produção musical e nem a arte.

Música

Amanda Somerville – Searching

Amanda Somerville é norte-americana. De formação erudita, a compositora, cantora e produtora se divide entre vários projetos, dentre os quais estão Avantasia, Trilium, Kiske & Somerville, a carreira solo e participações especiais em muitos discos de rock e heavy metal.

O vídeo que segue é uma ilustração da música que, por sua vez, alude àqueles que, por amor, chegaram ao “fundo do poço” mas conseguiram, de um modo ou de outro, seguir seus caminhos por estradas diferentes.

Música

Domingo é dia de blues: Dave Meniketti – Man’s Word

Dave Meniketti Nasceu e cresceu em Oakland, Califórnia. Tornou-se ícone para guitarristas de todo ou mundo, a partir da Bahia de São Francisco, um lugar conhecido como o berço do thrash metal. Foi influenciado por artistas como Jimi Hendrix, John Coltrane, Leslie West, James Brown, Led Zeppelin… que, provávelmente, contribuiram para a diversidade da sua linguagem musical.

Man’s Word é [a canção] carro chefe do álbum On The Blue Side. Um disco totalmente hard rock, mas com um apelo para o blues. Apelo, este, que se converte em sensualidade no fraseado do guitarrista e vocalista famoso por seus trabalhos com os “roqueiros” da banda Y&T . Um disco apreciado tanto pelos fãs de rock n roll e heavy metal quanto de Blues Music.

Reflexão

Miséria consentida: companheira de todos os dias!

Os sistemas políticos são responsáveis pela geração de riquezas e, de certa forma, pela grande maioria dos avanços da nossa civilização. A grande dificuldade dos sistemas, todavia, parece consistir na incapacidade de distribuir as riquezas por eles produzidas, bem como na equalização dos direitos humanos.

À propósito disto, julgo que o caos social deve ser denunciado.

Deve ser mostrado, não por que seja imanente de beleza mas, por que, a partir da tomada de consciência de que ele está mais próximo de nós do que nos permitimos ver, é que ele passa a existir como condição de possibilidade para o surgimento de uma beleza que não se quer utópica.

Música

Domingo é dia de blues: The Blues Overdrive – Aurora

“Clinch” é o [novo] álbum da banda dinamarquesa The Blues Overdrive, com a presença do lendário guitarrista Duke Robillard. Ele [o disco] tem dez canções originais com um som que mistura elementos de blues de Chicago e Delta Blues clássico. [A banda] The Blues Overdrive estreou em 2012 ganhando ótimas críticas na imprensa europeia especializada e estabeleceu-se como uma das bandas de blues mais populares na Dinamarca, tocando em muitos festivais em casa e em locais importantes na Alemanha, Noruega e Inglaterra .

Agradecimento: Cris Machado.

Fonte: HISTORIAS DEL BLUES