Música

A história das canções: Wuthering Heights – Kate Bush

fchsvdbfjsbfsbfjsfhbUma voz feminina, fina e diferente invadiu as rádios no começo da década de 80, a cena musical mundial estava dividida entre os embalos de sábado à noite e uma loucura exposta no rock, chamada punk, a cantora era a inglesa Kate Bush com a canção Wuthering Heights, a música era algo diferente, impactante e forte, não poderia se rotular ou compar com que se ouvia na época.

“Wuthering Heights” foi escrita por Kate Bush, gravada e lançada em seu álbum de estreia The Knick Inside em 1978, Bush escreveu a letra da música quando tinha 18 anos, baseando-se no livro do mesmo nome de Emily Bronte. Aqui no Brasil conhecido com o título de O Morro dos Ventos Ouvintes, inspirada principalmente nos últimos dez minutos da versão de 1970 do filme, que assistiu na televisão, o solo de guitarra ao final da música é tocado por Ian Bairnson, multiinstrumentalista ex-integrante do The Alan Parsons Project.

O tempo passou, Kate Bush amadureceu como cantora, gravou outros sucessos como Don’t give Up com o ex-Genesis Peter Gabriel, Babooshka, revela uma cantora mais sensual, sempre fiel ao seu estilo, porém nada comparada a misteriosa e bela canção Wuthering Height.

Assim como aconteceu com outros artistas, o sucesso para Kate Bush chegou cedo demais, esse ponto para muitos cantores é mais negativo que positivo.

Como todo grande sucesso, surgiram dezenas de versões, uma das mais elogiadas foi gravada pela banda de rock paulista Angra, incluída no álbum Angels Cry de 1993, a música foi gravada por diversas outras bandas de rock, principalmente (as bandas no estilo gótico, por motivos óbvios a letra fala de uma jovem chamada Cathy (o nome é citado diversas vezes na letra) que está morta, e volta para fazer rever seu amado.

Eu gosto muito da versão da soprano irlandesa Hayley Westenra, ela já cantou essa música com o falecido tecladista do Deep Purple, John Lord, sendo destaque do seu álbum Pure de 2003, outras versões de destaque são das italianas Elisa Toffoli e Cristina Donà, a roqueira americana Pat Benatar e do grupo The Decemberists, outra versão que desperta atenção é da cantora alemã Myrra Malmberg no álbum Another World de 2011.

Ainda que Kate Bush não tivesse escrito mais nada depois de “Wuthering Heights, ainda assim seu nome estaria na história da música pop mundial.

Tendo a música como seu maior referencial artístico e cultural, pesquisa e escreve sobre temas como o romantismo e o existencialismo dos anos 70 e 80, os quais, foram imprescindíveis para o surgimento e a qualificação dos movimentos musicais brasileiros e internacionais.

Anúncios

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s