Música

A história das canções: Procul Harum – A Whiter Shade of Pale

procol-harumImpossível você ter mais de quarenta anos e dizer que nunca ouviu essa música. Algum dia nos distantes anos 70, num momento de reflexão, de descontração ou simplesmente roubando um beijo de uma namorada, com certeza ouviu a melodia de A Whiter Shade of Pale, gravado por um dos inúmeros conjuntos daquela época que fizeram sucesso com apenas uma música. Integrante do chamado rock psicodélico, Procul Harum, ficou pouco conhecido, mas sua canção alcançou enorme sucesso no Brasil e no mundo. No Brasil grande parte desse sucesso se deve ao fato de a canção haver composto o famoso disco Década Explosiva, sem falar claro da beleza da canção.

A canção foi escrita por Gary Booker, Keith Reid e Matthew Fischer em 1967. Segundo Reid, o autor da letra, ao chegar numa festa ouviu uma mulher falar o título da música, aquela frase ficou em sua mente e o inspirou a escrever a canção.

Foram mais de 900 versões desde sua primeira gravação. Isso coloca a música entre as mais gravadas em todos os tempos, sem falar nos inúmeros filmes e seriados dos quais a música foi incluída como trilha sonora. Mesmo depois de muito tempo continua atual e envolvente, para este que vus escreve. Está entre as dez canções mais bonitas que já ouvi.

Claro que não conheço todas as versões, porém já ouvi várias e resolvi selecionar algumas. Nos anos 90 na era da música eletrônica foi gravada a versão da cantora Annie Lennox; a cantora Doro canta em estilo rock roll; Joe Cocker com aquele seu vozeirão deste dos tempos de Woodstock emociona com uma gravação ao vivo em 1983. Sarah Brightman que sabe dosar muito bem musica clássica com pop, também fez seu registro; no mesmo estilo a cantora portuguesa Lisa Veiga registou sua versão, assim como Sarah com direito um belo clipe, encerrando com o grande intérprete da música americana Willie Nelson.

Aqui no Brasil ganhou duas versões, uma com o sertanejo Daniel e outra com Marcio Greick, nenhuma das duas reflete a beleza da música em inglês, mas achei que valeria a pena deixar o registro; a banda Os Pholhas que gravou tudo que fez sucesso naquela época não poderia, também, deixar de homenagear os autores com sua versão.

Nada melhor para recordar uma época do que através de suas músicas, essa com certeza traz muitas lembranças que precisam ser guardadas e vividas. Ouvir essa música é como voltar a um tempo bom, trazendo essa certeza: Algumas canções são eternas!

Tendo a música como seu maior referencial artístico e cultural, pesquisa e escreve sobre temas como o romantismo e o existencialismo dos anos 70 e 80, os quais, foram imprescindíveis para o surgimento e a qualificação dos movimentos musicais brasileiros e internacionais.

Anúncios

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s