Comportamento, Música

O poder do quase lá – outro ponto de vista!

O texto a seguir é um comentário sobre o vídeo acima, no qual Kiko Loureiro fala das ocorrências no show de Fortaleza e do aprendizado extraído destas:

Depois de mais ou menos 19 anos, finalmente pude presenciar a performance de uma das bandas que ouvi durante a vida toda. De quebra, com um brasileiro integrando a line up! Kiko Loureiro é um super guitarrista e diria que até demorou pra que seu talento estourasse pelo mundo.

Agora, vamos aos pontos assinalados por Kiko: quanto à valorização do erro, que é uma prática bem difundida entre os americanos, diria que nós brasileiros, poderíamos internalizar estas noções, sim! Porque, de fato, aprender com o erro pode nos fazer melhorar em muitos aspectos. Inclusive profissionalmente.

DSC_2418Justamente aí, não posso deixar de manifestar uma certo incômodo com o que aconteceu no sábado, 13/08: em virtude das falhas da produtora quanto a escolha do local do show e da infra-estrutura, os fãs presentes foram duplamente penalizados.

Primeiro porquê as falhas nos atingiram diretamente com relação ao som e aos efeitos visuais. Segundo porque, como resultado das falhas, a banda deixou de realizar os registros que faz corriqueiramente dos shows por onde passa.

Já que Kiko fez analogia com o futebol afirmo que, nesse sentido, o fã de rock é bem parecido com torcedor deste esporte. Ou seja, quando o jogador faz uma graça, o torcedor fica todo feliz. Quando não, fica desapontado!

Concluindo, não houve registros do show e nem a saudação à platéia, por parte da banda, ao final da apresentação. E o que ficou foi a sensação do quase lá!

Anúncios
Música

Megadeth: galeria de fotos [13/08/16]

O Megadeth surgiu como fruto da rebeldia de Dave Mustaine. Constituiu-se como banda mais ou menos em 1985 quando lançou o primeiro disco, “Killing Is My Business”.

De lá para cá, a banda vem se renovando a cada disco. Seja pelas mudanças de formação, ou pela sonoridade em si. Lançou discos incríveis, sendo que, ‘Rust In Peace’ e ‘Risk’ são, respectivamente o mais aclamado e o mais subestimado pelos fãs.

Após tantos anos de persistência, o Megadeth conquistou uma verdadeira legião de fãs pelo mundo, sendo que no Brasil, a paixão sempre foi grande. A entrada de Kiko Loureiro (ex-Angra), por sua vez, só fez com que essa paixão fosse potencializada.

Visitando o Nordeste pela terceira vez, (a primeira, no Recife em 2010, e a segunda, em 2012, no Maranhão (no famigerado MOA)), a banda liderada por Dave Mustaine, trouxe para a capital cearense uma formação multicultural: Dave Mustaine e Dave Ellefson (USA), Kiko Loureiro (BRA) e Dirk Verbeuren (BE, ex-Soilwork).

A técnica e o entrosamento dessa super-banda produziu uma performance alucinante para a noite de Fortaleza. Resultado que pode ser conferido nas incríveis fotos de Cris Machado:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais sobre o fotógrafo:

Facebook

Flickr

Instagram

Música, Reflexão

Scorpions: tour brasileira em setembro

Aproveitando a passagem da banda pelo país no próximo mês, segue um breve texto mais a discografia completa:

Uma das bandas de heavy metal  mais populares da Alemanha, o Scorpions NÃO conquistou fama mundial [pelo menos] até à sua segunda década de existência.

Foi com canções como “Rock You Like A Hurricane” que foram catapultados para o centro das atenções. Na verdade, eles são, provavelmente [e também], a mais antiga banda de heavy metal [do mundo].

A banda foi formada por volta de 1964, pelo guitarrista Rudy Schenker, juntamente com o vocalista Klaus Meine, membros originais desde o primeiro lançamento de 1972, Lonesome Crow. Álbuns como Animal Magnetism, Blackout e Love At First Sting representam o som do Scorpions em sua essência.

Seu trabalho na década de 1970 tinha uma pegada diferente, com a evidente influência de Hendrix, do então guitarrista [a época], Ulrich Roth. O que deu à banda um feeling diferente [daquilo que se fazia no momento].

O site BNR Metal Pages escolheu “Lovedrive” como o melhor álbum [da banda]. [Foi com ele que] com um breve retorno do guitarrista do UFO (e irmão de Rudy) Michael Schenker, a banda marcou o fim da era Roth e os primórdios do seu período mais favorável ao rádio. E permanece como o álbum mais hard [no sentido heavy metal] até hoje.

(…) Típico de bandas que duram muito tempo, os álbuns de estúdio posteriores do Scorpions não tiveram o mesmo impacto que as suas obras clássicas. Mas a banda ainda é grande ao vivo e ninguém sabe quanto tempo [eles] ainda estarão [tocando] por aí! [Pois] declararam que se aposentariam após a excursão de 2010. Porém, cinco anos depois, lançaram mais um álbum e continuam em ação!

Traduzido de: BNR Metal Pages

:: A banda tocará pela primeira vez em Fortaleza no dia 08/09/2016.

Lonesome Crow
1972 RCA

  1. I’m Going Mad
  2. It All Depends
  3. Leave Me
  4. In Search Of The Peace Of Mind
  5. Inheritance
  6. Action
  7. Lonesome Crow
  • Klaus Meine
  • Michael Schenker
  • Rudolf Schenker
  • Lothar Heinburg
  • Wolfgang Dziony

Fly To The Rainbow
1974 RCA

  1. Speedy’s Coming
  2. They Need A Million
  3. Drifting Sun
  4. Fly People Fly
  5. This Is My Song
  6. Far Away
  7. Fly To The Rainbow
  • Klaus Meine
  • Ulrich Roth
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Jurgen Rosenthal

In Trance
1975 RCA

  1. Dark Lady
  2. In Trance
  3. Life’s Like A River
  4. Top Of The Bill
  5. Living And Dying
  6. Robot Man
  7. Evening Wind
  8. Sun In My Hand
  9. Longing For Fire
  10. Lights
  • Klaus Meine
  • Ulrich Roth
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Rudy Lenners

Virgin Killer
1976 RCA

  1. Hell – Cat
  2. Crying Days
  3. Polar Nights
  4. Yellow Raven
  5. Backstage Queen
  6. Pictured Life
  7. Catch Your Train
  8. In Your Park
  9. Virgin Killer
  • Klaus Meine
  • Ulrich Roth
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Rudy Lenners

1976 BNR Top Ten album

Taken By Force
1977 RCA

  1. Steamrock Fever
  2. We’ll Burn The Sky
  3. I’ve Got To Be Free
  4. The Riot Of Your Time
  5. The Sails Of Charon
  6. Your Light
  7. He’s A Woman, She’s A Man
  8. Born To Touch Your Feelings
  • Klaus Meine
  • Ulrich Roth
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

1977 BNR Top Ten album

The Best Of The Scorpions  COMPILATION
1978

Tokyo Tapes  LIVE
1978 RCA

  1. All Night Long
  2. Pictured Life
  3. Backstage Queen
  4. Polar Nights
  5. In Trance
  6. We’ll Burn The Sky
  7. Suspender Love
  8. In Search Of The Peace Of Mind
  9. Fly To The Rainbow
  10. He’s A Woman, She’s A Man
  11. Speedy’s Coming
  12. Top Of The Bill
  13. Hound Dog
  14. Long Tall Sally
  15. Steamrock Fever
  16. Dark Lady
  17. Kojo Notsuki
  18. Robot Man
  • Klaus Meine
  • Ulrich Roth
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

Lovedrive
1979 Polydor

  1. Loving You Sunday Morning
  2. Another Piece Of Meat
  3. Always Somewhere
  4. Coast To Coast
  5. Can’t Get Enough
  6. Is There Anybody There
  7. Lovedrive
  8. Holiday
  • Klaus Meine
  • Michael Schenker
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

1979 BNR and Internet Top Ten album

Animal Magnetism
1980 Polydor

  1. Make It Real
  2. Don’t Make No Promises
  3. Hold Me Tight
  4. Twentieth Century Man
  5. Lady Starlight
  6. Falling In Love
  7. Only A Man
  8. The Zoo
  9. Animal Magnetism
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

1980 Internet Top Ten album

Blackout
1982 Polydor

  1. Blackout
  2. Can’t Live Without You
  3. No One Like You
  4. You Give Me All I Need
  5. Now
  6. Dynamite
  7. Arizona
  8. China White
  9. When The Smoke Is Going Down
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

1982 Internet Top Ten album

Love At First Sting
1984 Polydor

  1. Bad Boys Running Wild
  2. Rock You Like a Hurricane
  3. I’m Leaving You
  4. Coming Home
  5. The Same Thrill
  6. Big City Nights
  7. As Soon As The Good Timed Roll
  8. Crossfire
  9. Still Loving You
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

World Wide Live  LIVE
1985 Polydor

  1. Countdown
  2. Coming Home
  3. Blackout
  4. Bad Boys Running Wild
  5. Loving You Sunday Morning
  6. Make It Real
  7. Big City Nights
  8. Coast To Coast
  9. Holiday
  10. Still Loving You
  11. Rock You Like A Hurricane
  12. Can’t Live Without You
  13. Another Piece Of Meat
  14. The Zoo
  15. No One Like You
  16. Dynamite
  17. Can’t Get Enough (part 1)
  18. Six String Sing
  19. Can’t Get Enough (part 2)
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

Best  COMPILATION
1985

Savage Amusement
1988 Polydor

  1. Don’t Stop At The Top
  2. Rhythm Of Love
  3. Passion Rules The Game
  4. Media Overkill
  5. Walking On The Edge
  6. We Let It Rock… You Let It Roll
  7. Every Minute Every Day
  8. Love On The Run
  9. Believe In Love
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

Gold Ballads  COMPILATION
1988 EMI

Best Of Rockers ‘n’ Ballads  COMPILATION
1989 EMI

Hurricane Rock  COMPILATION
1990

Crazy World
1990 Polydor

  1. Tease Me Please Me
  2. Don’t Believe Her
  3. To Be With You In Heaven
  4. Wind Of Change
  5. Restless Nights
  6. Lust Of Love
  7. Kicks After Six
  8. Hit Between The Eyes
  9. Money And Fame
  10. Crazy World
  11. Send Me An Angel
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Francis Buchholz
  • Herman Rarebell

Best Of Scorpions Vol. 2  COMPILATION
1991

Hot & Slow  COMPILATION
1991

Still Loving You  COMPILATION
1992

Hot & Heavy  COMPILATION
1993 RCA

Face The Heat
1993 Polydor

  1. Alien Nation
  2. No Pain No Gain
  3. Someone To Touch
  4. Under The Same Sun
  5. Unholly Alliance
  6. Woman
  7. Hate To Be Nice
  8. Texman Woman
  9. Ship Of Fools
  10. Nightmare Avenue
  11. Lonely Nights
  12. Latest Flame
  13. Destiny
  14. Daddy’s Girl
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Ralph Rieckermann
  • Herman Rarebell

Live Bites  LIVE
1995 Polydor

  1. Tease Me Please Me
  2. Is There Anybody There
  3. Rhythm Of Love
  4. In Trance
  5. No Pain No Gain
  6. When The Smoke Is Going Down
  7. Ave Maria No Morro
  8. Living For Tomorrow
  9. Concerto In V
  10. Alien Nation
  11. Hit Between The Eyes
  12. Crazy World
  13. Wind Of Change
  14. Heroes Don’t Cry
  15. White Dove
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Ralph Rieckermann
  • Herman Rarebell

Born To Touch Your Feelings  COMPILATION
1995

Pure Instinct
1996 Atlantic

  1. Wild Child
  2. But The Best For You
  3. Does Anyone Know
  4. Stone In My Shoe
  5. Soul Behind The Face
  6. Oh Girl (I Wanna Be With You)
  7. When You Came Into My Life
  8. Where The River Flows
  9. Time Will Call your Name
  10. You And I
  11. Are You The One?
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Ralph Rieckermann
  • Curt Cress

Eye To Eye
1999 Koch

  1. Mysterious
  2. To Be No. 1
  3. Obsession
  4. 10 Light Years Away
  5. Mind Like A Tree
  6. Eye To Eye
  7. What U Give U Get Back
  8. Skywriter
  9. Yellow Butterfly
  10. Freshly Squeezed
  11. Priscilla
  12. Du Bist So Schmutzig
  13. Aleyah
  14. A Moment In a Milion Years
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Ralph Rieckermann
  • James Kottak

Moment Of Glory
2000

  1. Hurricane 2000
  2. Moment Of Glory
  3. Send Me An Angel
  4. Wind Of Change
  5. Crossfire
  6. Deadly Sting Suite
  7. Here In My Heart
  8. Still Loving You
  9. Big City Nights
  10. Lady Starlight
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Ken Taylor
  • James Kottak

Acoustica  LIVE
2001 WEA

  1. The Zoo
  2. Always Somewhere
  3. Life Is Too Short
  4. Holiday
  5. You & I
  6. When Love Kills Love
  7. Dust In The Wind
  8. Send Me An Angel
  9. Catch Your Train
  10. I Wanted To Cry
  11. Wind of Change
  12. Love Of My Life
  13. Drive
  14. Still Loving You
  15. Hurricane 2001

Moment Of Glory Live 
2001

Acoustica  LIVE
2001 WEA

  1. The Zoo
  2. Always Somewhere
  3. Life Is Too Short
  4. Holiday
  5. You & I
  6. When Love Kills Love
  7. Dust In The Wind
  8. Send Me An Angel
  9. Catch Your Train
  10. I Wanted To Cry
  11. Wind of Change
  12. Love Of My Life
  13. Drive
  14. Still Loving You
  15. Hurricane 2001
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Ralph Rieckermann
  • James Kottak

Reviews:   Lords Of Metal 

A Savage Crazy World 
2002

Unbreakable
2004

  1. New Generation
  2. Love ‘Em Or Leave ‘Em
  3. Deep And Dark
  4. Borderline
  5. Blood Too Hot
  6. Maybe I, Maybe You
  7. Someday Is Now
  8. My City, My Town
  9. Through My Eyes
  10. Can You Feel It
  11. This Time
  12. She Said
  13. Remember The Good Times
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Pawel Maciwoda
  • James Kottak

Reviews:   Sea Of Tranquility 

Unbreakable World Tour 2004 
2004

Humanity – Hour 1
2007 BMG

  1. Hour 1
  2. The Game of Life
  3. We Were Born to Fly
  4. The Future Never Dies
  5. You’re Lovin’ Me to Death
  6. 321
  7. Love Will Keep Us Alive
  8. We Will Rise Again
  9. Your Last Song
  10. Love Is War
  11. The Cross
  12. Humanity
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Pawel Maciwoda
  • James Kottak

Reviews:   Blabbermouth 

Live At Wacken Open Air 2006 
2007

Reviews:   Lords Of Metal 

Taken B-Side  COMPILATION
2009

Sting In The Tail
2010

  1. Raised On Rock ()
  2. Sting In The Tail ()
  3. Slave Me ()
  4. The Good Die Young (feat. Tarja Turunen) ()
  5. No Limit ()
  6. Rock Zone ()
  7. Lorelei ()
  8. Turn You On ()
  9. Let’s Rock ()
  10. SLY ()
  11. Spirit Of Rock ()
  12. The Best Is Yet To Come ()
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Pawel Maciwoda
  • James Kottak

Reviews:   Blabbermouth  Sea Of Tranquility  Brave Words 

Comeblack
2011 Sony

  1. Rhythm Of Love
  2. No One Like You
  3. The Zoo
  4. Rock You Like A Hurricane
  5. Blackout
  6. Still Loving You
  7. Wind Of Change
  8. Tainted Love
  9. Children Of The Revolution
  10. Across The Universe
  11. Tin Soldier
  12. All Day And All Of The Night
  13. Ruby Tuesday

Reviews:   Sea Of Tranquility  Metal Forces 

MTV Unplugged – Live In Athens  LIVE
2013 EMI

  1. Sting in the Tail
  2. Can’t Live Without You
  3. Pictured Life
  4. Speedy’s Coming
  5. Born to Touch Your Feelings
  6. The Best Is yet to Come
  7. Dancing with the Moonlight
  8. In Trance
  9. When You Came into My Life
  10. Delicate Dance (Matthias solo)
  11. Love Is the Answer (Rudolf solo)
  12. Follow Your Heart (Klaus solo)
  13. Send Me an Angel
  14. Where the River Flows
  15. Passion Rules the Game
  16. Rock You like a Hurricane
  17. Hit Between the Eyes
  18. Drum-Athenica
  19. Rock ‘n’ Roll Band
  20. Blackout
  21. Still Loving You
  22. Big City Nights
  23. Wind of Change
  24. No One like You
  25. When the Smoke Is Going Down
  • Klaus Meine
  • Matthias Jabs
  • Rudolf Schenker
  • Pawel Maciwoda
  • James Kottak

Return To Forever
2015 Columbia

  1. Going Out With A Bang
  2. We Built This House
  3. Rock My Car
  4. House Of Cards
  5. All For One
  6. Rock ‘N’ Roll Band
  7. Catch Your Luck And Play
  8. Rollin’ Home
  9. Hard Rockin’ The Place
  10. Eye Of The Storm
  11. The Scratch
  12. Gypsy Life
  13. The World We Used To Know (bonus deluxe edition)
  14. Dancing With The Moonlight (bonus deluxe edition)
  15. When The Truth Is A Lie (bonus deluxe edition)
  16. Who We Are (bonus deluxe edition)
  17. Delirious (bonus iTunes)
  18. Going Out with a Bang
  19. We Built This House
  20. Rock My Car
  21. House of Cards
  22. All for One
  23. Rock ‘n’ Roll Band
  24. Catch Your Luck and Play
  25. Rollin’ Home
  26. Hard Rockin’ the Place
  27. Eye of the Storm
  28. The Scratch
  29. Gypsy Life
Música

Thin Lizzy: como Phil Lynott entrou pra história do rock!

Phil Lynott nasceu em Birmingham, em 20 de Agosto de 1949, filho de pai brasileiro e mãe irlandesa. Seu pai, Parris, o deixou quando tinha apenas três semanas de idade, deixando [também] sua mãe para criar um bebê negro na Irlanda católica nos anos cinquenta. [Depois de algum tempo] Ela mudou-se para Manchester, deixando Phil com sua avó.

[Mais tarde] Para libertar-se do controle de sua avó, ele começou a escrever canções e a tocar em bandas em Dublin. Sua primeira banda foi o Black Eagles, de onde saiu para se juntar ao Kama Sutra, e, em seguida, ao Skid Row.

Ele formou Thin Lizzy com os amigos Brian Downey e Eric Bell em 1969, que rapidamente tornou-se reconhecida como uma das principais bandas irlandesas. Eles foram vistos pela Decca Records durante um show, e [esta] ofereceu-lhes um contrato de gravação.

Eles foram para Londres e gravaram seu primeiro álbum [intitulado] Thin Lizzy, lançado em abril de 1971. Em 1973, eles tiveram um sucesso com Whisky in the Jar, que chegou a número 6 nas paradas [daquele país]. Outros sucessos se seguiram, apesar de um dos membros fundadores deixar a banda. [em sua substituição entra Brian Robertson].

Thin Lizzy assina [contrato] com a Vertigo em 1974, e lançou “Nightlife”. O álbum era bom, mas o estilo [naquele álbum] foi taxado de mistura, um problema que foi atribuído ao produtor. Em 1975, “Fighting” foi lançado.

Receoso de lançar outro álbum estereotipado, “Fighting” foi produzido pelo próprio Lynott. Finalmente, em 1976, “Jailbreak” foi lançado, e [com ele] a banda constrói sua marca. Foi o seu primeiro disco a chegar ao top vinte nos Estados Unidos. “Jailbreak” foi considerando um álbum fora do normal, misturando rock pesado com uma veia lírico-romântica.”Johnny The Fox” foi lançado em 1977, e ele foi bom, mas tiveram problemas nas turnês em virtude de Lynott haver contraído hepatite e Robertson ter ferido a mão em uma briga. Eventualmente, Robertson saiu, deixando-os como um trio até “Bad Reputation” (1977), produzido por Tony Visconti. Mas Robertson retornou para as gravações de “Live and Dangerous”, o seu primeiro trabalho ao vivo, que continua a ser considerado um dos maiores álbuns de rock ao vivo da história.

Depois de “Live and Dangerous”, Robertson deixa a banda novamente para formar os Wild Horses, e foi substituído por Gary Moore, que chegou a tempo para a gravação de “Black Rose” (1979).

Na época, Thin Lizzy estava no seu ápice de popularidade. “Black Rose” liderou as paradas do Reino Unido, e produziu quatro singles de sucesso. Surpreendentemente, Gary Moore deixa a banda, sendo substituído por Midge Ure, que já havia tocado com a Ultravox. Ure foi então substituído por Snowy White, que teve uma breve passagem pelo Pink Floyd. “Chinatown” (1980) e “Renegade” (1981) foram ambos lançados com a adição de um tecladista, Darren Wharton.

A carreira solo começou a ficar séria para Lynott no período de 1980 e 1982. Ele lançou dois álbuns, “Solo in Soho” (1980) e “A Philip Lynott Album” (1982), mas seu coração estava com Thin Lizzy. Em 1983, “Thunder and Lightning” foi lançado e incluiu a adição de John Sykes, com o ex-Tygers of Pan Tang, substituindo Snowy White. Foi um álbum excelente, no qual Lynott capturou a essência do Thin Lizzy em seu melhor estilo.

Infelizmente, aquele também foi um ano de terminações. Thin Lizzy se desfez, e “Life” (1983), um álbum duplo ao vivo foi deixado na esteira.

Rumores abundavam de que Lynott não queria acabar com a banda, mas eles nunca tocaram juntos novamente. Os antigos membros do Thin Lizzy seguiram caminhos separados, com Lynott e Downey começando Grand Slam, com Doish Nagle e Lawrence Archer, mas a banda não conseguiu assinar um contrato de gravação e, assim, eventualmente, se separou.

Philip Lynott e Gary Moore se reuniram mais uma vez em 1985, com a gravação de “Out in the Fields”, uma composição de Moore. Era uma canção diferente, com Lynott emprestando vocais em várias outras faixas de Moore.

Philip Lynott perdeu sua batalha com as drogas e morreu de insuficiência cardíaca e pneumonia em 4 de janeiro de 1986. Lynott tinha sido internado em unidade de terapia intensiva de Salisbury na noite de Natal depois de ser transferido de uma clínica para bêbados e dependentes químicos.

Traduzido de: 100GreatBlackBritons

Música

Jefferson Gonçalves: 25 anos de carreira

Tive o prazer de conhecer o carioca Jefferson Gonçalves no festival “Gaitas do Brasil”, ocorrido em Fortaleza há pouco mais de um ano. O festival reuniu grandes músicos de todo o Brasil. Nomes de peso como Big Chico, Diego Sales… e o próprio Jefferson fizeram daquela noite uma verdadeira celebração ao blues e, particularmente, à gaita.

Instigado pelo talento e paixão de Jefferson, me tornei apoiador do projeto de financiamento coletivo que visava arrecadar fundos para viabilizar o lançamento do disco comemorativo de 25 anos de carreira.

O projeto, que se transformou e CD e LP, é uma retribuição do músico para com os amantes, não somente da gaita, mas, da música de uma forma geral.

O disco trás sonoridades regionais, com ênfase nos elementos das tradições nordestinas e deve agradar especialmente aos nativos dessa região do país – como é o meu caso. Mas o que se houve nesse disco vai além de uma mistura de sons (coisa que muita gente já vem fazendo). Para a elaboração desse disco foi feito todo um trabalho de pesquisa em função de ritmos e sons. Em resumo, é música do mundo, e, para o mundo! Uma obra na qual se pode encontrar referências que vão do blues americano ao baião de Luiz Gonzaga.

O disco ainda não está disponível no canal de Jefferson no YouTube, mas é possível ouvi-lo no Soundclound.

18973-jefferson-goncalvesNuma leitura pessoal, elejo como destaques do disco, as seguintes canções: Baião pra Ju, que (não sei porque), me remeteu às cenas de aventura do filme “O Cangaceiro Trapalhão e a Galinha dos Ovos de Ouro” – um apelo às memórias da infância; Café expresso, que tem uma pegada country com riqueza de elementos. Provoca sinapses no ouvinte; Gréia e Encruzilhada são uma incitação ao  espírito a libertar-se do corpo para uma fuga por entre as veredas do sertão; Rolling Along é um delta blues animado e bom pra arrastar o pé na poeira do chão de barro batido; Baião Pifado, que lembra as festas de reisado, onde o som do pífano dá um brilho especial à canção. Não esquecendo dos arranjos para violão, que em todo o disco dão um toque  brasileiro.

WebSite Oficial

Música

Testament: capa, tracklist e lyric video do novo álbum.

Depois da contagem regressiva que revelaria a capa, saiu o tracklist e, por último, o lyric video de “The Brotherhood of the Snake”, música que dá título ao novo álbum dos norte americanos do Testament. A arte da capa é assinada por Eliran Kantor (mesmo autor da capa de Dark Roots of Earth (disco anterior)), e a data prevista para o lançamento mundial é 28 de Outubro 2016.

Um disco que pode colocar o Testament no topo da lista de melhores bandas do submundo do metal em todos os tempos. Estaremos atentos e, sempre que houver novidades, acrescentaremos ao post!

13879188_10157212279915332_2188695567023362978_n

Brotherhood Of The Snake
The Pale King
Stronghold
Seven Seals
Born In A Rut
Centuries Of Suffering
Neptune’s Spear
Black Jack
Canna-Business
The Number Game

Música

Megadeth neste sábado, 13/08/16.

dystopia

Há tempos o Megadeth excluiu-se da classificação ”Thrash Metal Band”. Isto, permitiu à banda se desvencilhar de certos radicalismos e ampliar seu repertório conceitual.

Quem acompanha a carreira da banda, sabe que Dave Mustaine não é um cara fácil de se conviver, todavia, tem o mérito de haver persistido por tanto tempo em busca de um ideal aparentemente inalcançável, que seria algo entre chegar ao topo e/ou estar entre os melhores!

Após anos de refinamento, a despeito das constantes mudanças de formação, com Dystopia, a banda parece ter finalmente  chegado à maturidade.

Este é um trabalho no qual peso e melodia estão equilibrados, as músicas são de fácil assimilação (o que denota uma certa despretensão dos músicos), a técnica instrumental dos músicos está altamente apurada e a precisão alcançada nos estúdios, fez com que a banda dessa vida a esse novo disco.

Todos esses aspectos colocam Dystopia na lista de candidatos a melhores do ano. O que pode nos levar a confirmar a hipótese de que Dave & cia. atingiram o objetivo de figurar entre os melhores.

Aproveitando o ensejo, a banda é capa do Caderno 3 do Jornal Diário do Nordeste desta quinta-feira.

Leia:  Megadeth ao Ataque!