Música, Resenha

Faixa-a-faixa: Darkside – Prayers In Doomsday

darkside-prayers-in-doomsdayOriginal de Fortaleza-CE, a banda Darkside é formada pelos músicos Richardson Lucena (d), Renato Alves (b), Helder Jackson (g), Tales Groo (g) e Marcelo Falcão (v). Alex Eyras, vocalista no disco Prayers In Doomsday, deixou a banda algum tempo depois do lançamento do mesmo.

Lançado em 2012, Prayers In Doomsday revela-se uma grata surpresa para os fãs do bom e velho heavy metal. Com influências que vão de Judas Priest a Megadeth, os músicos estavam muitíssimo inspirados no processo de composição desta “singela” obra!

Como a proposta aqui é fazer um breve faixa-a-faixa, vamos direto ao que interessa;

1-Bubonic: som pesado e rápido no qual se percebe influências de Overkill nos seus melhores dias. Uma faixa curta cujas imagens mentais que causa, remetem a um cenário de desolação e desconformidade (estranho, isso)!

2-Sacrificed Parasites: uma de minhas favoritas. Acho que esta seria melhor música de abertura para o disco, pois tem uma pegada muito empolgante. Contudo, na hora do refrão – momento do êxtase – a música desacelera, deixando o grito “sacrificed parasites”, meio preso na garganta. Uma pena!

3-Anticitzen One: faixa que, para mim, melhor representa o conceito da capa do disco. A música tem um refrão inspirado nos melhores momentos do thrash oitentista, variações cativantes e muito peso.

4-Prayers in Doomsday – faixa que dá título ao álbum: Uma composição que exigiu mais do vocal, Alex Eiras. Nota-se aqui que, apesar de correto, falta ao músico, alguma estrada a percorrer. O que, entretanto, não tira o brilho da composição.

5-Born for War: nesta, são perceptíveis influências que estão entre Exodus (atual), Omen e Manowar. Riffs que agradam bastante o ouvido de quem tem o heavy metal como estilo de vida. O vocal faz muito bem sua parte!

6-Cursed by the Dawn: esta canção conta um refrão tão legal que nos induz a repeti-lo mentalmente diversas vezes depois que a música acaba: ♪ “Cursed byyy the Da-a-awn” ♪ Muito legal!

7-Crossfire: particularmente, para mim, outro grande momento do disco. Destaque para os solos belos de Tales e Helder, lembrando mesmo a dobradinha Chuck Schudinner e Andy LaRocque, no disco Individual Thought Patterns.

8-The Apocalypse Bell: para fechar bem o disco, esta última faixa contem os tradicionais peso + agressividade presentes em todo o disco, mas não é só isso, há um sentimento típico das rodas de mosh! Uma sensação que só quem ama o rock, 1385029_381365731967085_1510242925_nreconhece. Da vontade de correr pra roda!

De um modo geral, para os incautos, esse disco pode soar parecido a tantos outros do estilo, e, isto pode até ser verdade. Mas aqui tem uma coisa que falta à maioria: garra e personalidade!

Considere-se ainda que, produzir um disco de heavy metal (em que as harmonias tem estruturas mais complexas), exige mais do que um disco de death/black metal. Principalmente se isso é feito de modo independente.

Então, para encerrar, se tivesse que dar uma nota, ela certamente seria 9. O 1, que falta, fica por conta do aprendizado que todos temos até o fim de nossas vidas!

:: Download: http://sdrv.ms/180MuwB

Anúncios

2 thoughts on “Faixa-a-faixa: Darkside – Prayers In Doomsday”

  1. Leonardo, obrigado pela contribuição.
    E, sim, não dando nota 10, quis dizer justamente que há algo a superar, a aprender, a pôr em prática. Mas têm que estar com o coração aberto!
    Creio que os caras compreendem isso e vão executar muito bem a tarefa do próximo álbum!
    Forte abraço!

    Curtir

  2. Um dado importante: o referido “nota 9” foi indicado pelo site da Roadie Crew como melhor álbum nacional de 2012. Agora Tales Groo e Cia. tem uma árdua tarefa de superá-lo no próximo lançamento!

    Curtir

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s