Música, Resenha

Black Sabbath – 13: faixa-a-faixa

BlacksabbathcapaFalar do Sabbath nas circunstâncias atuais, considerando sua tragetória e tudo pelo qual passaram seus integrantes não é fácil. Não quero incorrer no erro de ser leviano ou superficial, por isso, desde o início encarei a tarefa de ouvir “13” com seriedade, pois tenho esta, como a maior banda de heavy metal de todos os tempos.
1 – End of the Beginning: não me parece a melhor canção para se introduzir um disco aguardado pelos fãs, por mais 30 anos. Mas tudo bem, afinal este não é mais o mesmo Sabbath, e minha proposta é manter a mente aberta. A composição é boa, os riffs do mestre Iommi continuam lá, mas sem o peso de outrora. Some-se a isso, a sutil diferença provocada pela suavizada nos climas soturnos, que, no passado, fora a marca registrada da banda.
2 – God Is Dead: música de trabalho que serve bem para vender o disco em virtude do tema abordado, mas não tanto para vender a si própria, contudo, uma boa música! Aqui, os climas sombrios começam a ganhar forma.
3 – Loner: começo a gostar do disco neste momento. Sem esperar nada em troca, deixo o som rolar e percebo uma espontaneidade honesta por parte dos músicos. Como se eles dissessem entre si: “não temos que provar nada a seu ninguém!” E, de fato, não têm!
4 – Zeitgeist: impossível não associar a Planet Caravan, do disco Paranoid. Só que, uma canção mais simples, executada com mais emoção. Já, uma de minhas favoritas.
5 – Age of Reason: aqui os “homes” mostram progresso dentro desta nova proposta da banda, que seria algo como, soar igual ao velho Sabbath, sendo, no entanto, um novo Sabbath. A música é boa, os riffs são cativantes e há uma atmosfera mais sombria. Aliás, “uma atmosfera envolta numa leve penumbra” ficaria melhor! Destaque-se aqui o ambiente perturbador. Não vi a letra, mas parece tratar-se de algo sobre a mente humana, uma das linhas do “anti” filósofo Nietzche!
6 – Live Forever: acho que nesta faixa, o trabalho foi mais instrumental do que conceitual. Ozzy pegando mais leve nos vocais e Iommi fazendo riffs mais quebrados. Lembrando muito, alguns momentos do 1º disco, mas, a despeito disto, é uma faixa convencional!
7 – Damaged Soul: belo momento. O começo é excepcional com uma pegada hard que, em seguida, se torna blues. Não sei explicar o porquê, mas, para mim, o melhor momento do disco até a gora. Linda!
8 – Dear Father: fico pensando que o trabalho mais difícil para a construção desse disco, foi feito sobre as pessoas, pois a química sonora está mantida. Mais uma boa canção!
9 – Methademic: não curti muito essa, mas não pelo trabalho musical, que mantém o nível das canções anteriores. Acho que, mais por antipatia mesmo.
10 – Peace of Mind (bônus): faixa mais curta do disco. Contém bons riffs e climas que variam bastante, levando o ouvinte a vivenciar diferentes sentimentos num espaço menor de tempo.
11 – Pariah (bônus) – Carvalho! uma pancada, essa! Peso e cadência consolidados de uma forma muito segura. Ozzy canta um pouco diferente aqui. 2º melhor momento do disco!
12 – Naivete In Black (bônus): rockão pra niguém botar defeito. Os velhinhos entendem do riscado! Boa música pra encerrar o disco!

Após uma audição completa, voltando algumas faixas quando oportuno, e me esforçando para fazer as black-sabbathdistinções necessárias. Conclui que o disco é bom, aliás, muito bom! Pode se tornar clássico? Não sei! Mas eu gostei!

Ressalvo contudo, que a banda perdeu muito com a ausência do mestre Bill Ward. Além do que, andou polindo o trabalho mais do que deveria. As guitarras estão muito limpas, a bateria suavizada, e até o Ozzy, se rasga menos do que faz em sua banda solo. Considero ainda, que, se algumas músicas fossem mais curtas, ganhariam em coesão.
Entretanto, no quesito coerência, o trabalho é 10: considerando-se os aspectos citados na introdução, cujo principal deles é a idade dos músicos, vê-se que tudo está no seu devido lugar. A química e a experiência fez deste Sabbath, um bom vinho envelhecido: nem todos os aspectos do paladar podem dar conta do sabor, mas você sabe, lá no fundo, que está aprimorado! Nota: 9,5!

Anúncios

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s