Poesia

ESPELHO

Tanto tempo em mim, mas ainda não sei quem sou.

Pouco pra se acreditar, mas há verdades.

Tantas mentiras, mas em muitas vale acreditar.

Dei tudo de min, mas recebi quase nada.

Pensei que sabia muito, mas estava enganado.

Sem deuses ou ídolos…

Apenas a sensação de que a vida é uma espécie de epílogo inacabado a  espera de um ponto final (.)

Anúncios

2 thoughts on “ESPELHO”

  1. Realmente amigo, a vida é feita de epílogos, porém, como diz o velho Nietzsche, a vida é um eterno retorno. Temos que refazer cada momento findo, de modo que haja sempre uma boa motivação para se viver. Não podemos nos deixare levar pelos valores que nos são postos mais sim, está atento para o que realmente vem de nós ou é imposto a nós. Belo poema. Abraço de seu amigo Cesar Mouira.

    Curtir

Ajude-nos a melhorar. Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s